O Escândalo político que envolveu a primeira dama do país, Dona Nair de Teffé, a compositora carioca Chiquinha Gonzaga e o senador Rui Barbosa no final do mandato do Presidente Hermes da Fonseca, ficou marcado na história como o episódio do “Corta-jaca” no Catete,  em 1914. Clique aqui para saber mais. 
Para comemorar o centenário deste acontecimento, músicos das mais diferentes gerações e formações gravaram o “Corta-jaca” especialmente para o site CG.com

Temos a honra de apresentar a participação especial do pianista Wandrei Braga

 

Wandrei Braga, pianista

Wandrei Braga, pianista, compositor e pesquisador, nascido na cidade de Guaraci-SP, iniciou seus estudos em música com o professor Antonio Orlandini em 1993, estudou piano no Conservatório Villa-Lobos em Olímpia-SP, em Newark/NJ/USA foi professor na School Claf of G em 2001,  de 2006 a 2011 estudou com a professora Neusa França em Brasília-DF.
Em 1999, iniciou pesquisa sobre a vida e obra da compositora Chiquinha Gonzaga e é responsável pela criação e manutenção do site oficial da maestrina: ChiquinhaGonzaga.com.
Em 2011, na companhia do pianista e pesquisador Alexandre Dias, idealizou e coordenou o Acervo Digital Chiquinha Gonzaga, projeto que teve reconhecimento em rede nacional por recuperar mais de 300 partituras da compositora disponibilizando-as gratuitamente na Internet. Realizou apresentações no Rio de Janeiro (Instituto Moreira Salles e Escola de Música Heitor Villa-Lobos), São Paulo (Auditório Ibirapuera e Teatro Humboldt) e Brasília (Clube do Choro, Galeria de Artes da Legião da Boa Vontade e Escola de Música de Brasília).

 

“Conheci a história de Chiquinha assistindo da minissérie de TV, em 1999. Desde então dedico parte de minha vida na preservação de sua memória e na recuperação e divulgação de sua ainda tão desconhecida obra. Quinze anos se passaram e tomado de emoção gravo o Corta-jaca para homenagear este acontecimento importante para a música brasileira. Mas não posso deixar de mencionar que durante este tempo todo fui agraciado por ter conhecido pessoas tão especiais: escritores, músicos, atrizes, pesquisadores e uma legião de admiradores que se tornaram uma grande família quando o assunto é Chiquinha Gonzaga, a quem sou infinitamente grato. Todo mundo busca formas de ser feliz, a música me dá a felicidade com as cores mais lindas que a natureza já pintou, cuidar de Chiquinha Gonzaga é ser feliz em todos os tons.”


Vídeo gravado com o apoio da Casa do Piano, Brasília-DF