A Prefeitura de Goiânia e a Secretaria Municipal de Cultura apresentam FORROBODÓ – Burleta de Costumes Cariocas em 3 Atos

Música de Chiquinha Gonzaga (1847-1935)
Texto de Luiz Peixoto (1889-1973) e Carlos Bettencourt (1890-1941)

Dia 13 de maio, sexta-feira, às 20h e 15 de maio, domingo, às 11h
Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer – Goiânia/GO

A OBRA
Em Forrobodó, “A plenos pulmões, a vida grita pedindo passagem.” A obra musicalização pela compositora Chiquinha Gonzaga, é o retrato bem humorado de um Brasil caricato, e apaixonante por seu povo cheio de boas histórias e a malícia de viver.

Um apito, um grito de “pega ladrão” e é dada a largada para essa grande história.

O coro Juvenil de Goiânia e a Orquestra Jovem Joaquim Jayme juntos tocam, cantam, riem e choram o drama de um povo que traz a poesia do viver no olhar nesse retrato brasileiro.

A Enciclopédia Britânica explica que a opereta e suas formas correlatas, no sentido usual, são trabalhos de menor pretensão musical que a ópera. Os diálogos falados são ligados por episódios musicais. Descendente direta da ópera bufa italiana, a opereta, assim como a Burleta nasceu como expressão democrática do senso popular e da sátira social. Logo Forrobodó – Burleta de costumes cariocas é uma opereta em três atos.

Forrobodó é ambientado em um bairro simples. A ação da peça ocorre durante uma soirée dançante em que personagens pobres tentam imitar o comportamento da elite. O resultado é uma caricatura ao descrever as gafes cometidas por eles; a peça revela ao grande público as gafieiras.

Forrobodó criou o teatro de tipos populares e personagens caricaturados, verdadeira novidade em um Rio de Janeiro afrancesado e acostumado até então apenas ao teatro clássico nos moldes importados da Europa. A história de Forrobodó vale por um retrato dos hábitos da população pobre dos subúrbios do Rio de Janeiro do início do século XX.

1º ATO
– Abertura
– Nº 1: Sebastião e Coro
– Nº 2: Instrumental
– Nº 3: Guarda e Coro
– Nº 4: Zeferina e Coro
– Nº 5: Guarda, Sebastião e Coro

2º ATO
– Nº 6: Bis – Quadrilha
– Nº 7: Maestro e Coro
– Nº 7: Bis – Polca
– Nº 8: Escandanhas e Zeferina
– Nº 9: Dobrado Carnavalesco – Escandanhas e Coro

3º ATO
– Nº 10: Dueto – Maestro e Coro
– Nº 11: Alfredo e Fina
– Nº 12: Lulu
– Nº 13: Guarda e Madame
– Nº 13: Bis
– Nº 14: Fuzileiro, Lulu, Sebastião, Bico Doce e Coro

Direção de Cena e Produção: Wesley Neres
Direção Musical e Arranjos: Vinícius Guimarães
Pianista: Hugo Martins
Assistente de Direção e Produção: Marina Ribeiro

Elenco:

– Vitor Rocha: Sebastião (Vigia do Galinheiro)
– Jéssyca Borba: Zeferina (Mulata)
– Hallan França de Sousa: Guarda Noturno
– Rafael Santos: Escandanhas (Secretário do Clube)
– Guilherme Baza: Praxedes (Gerente do Clube)
– Thiago Dias: Barradas (Português, Presidente do Clube)
-Taiane Quinalia Colherinhas: Fina
– Arthur Ferraz: Alfredo
– Priscila Bacco: Madame Petit-Pois (Francesa)
– Yuri Costa: Lulu
– Vinícius Mendes: Bico Doce (Jornalista)
– Vinícius Guimarães: Maestro (personagem)
– Julie de Paiva: Rita
– Adrielly Fontes Leal Martins: Siá Maria (Funcionária do Clube)
– Samuel Sousa Martins: Fuzileiro
– Priscilla Reis: Mulata
– Raíssa Melecchi: Mulata
– Larissa Brito: Mulata
– Moisés Moreira: Correto* (Ator convidado)
– Marcos Vinícius de Souza – Correto* (Ator convidado)

Músicos: Monitores e Bolsistas da Orquestra Jovem Joaquim Jayme

Violinos: Laílson Rodrigues Pereira, Icaro Guimaraes Santos
Viola: Israel Guimarães Santos
Violoncelo: Thiago Lucion
Contrabaixo: Juliano Rodrigues Leite
Flauta: Juliana Brandão Gonzaga
Oboé: Thiago Leite
Fagote: João Marcos Bomfin da Silva
Clarinete: Kesyde Sheilla Souza Reis
Percussão: Leonardo de Sousa Pedro, Letícia Alves Romano

CORO JUVENIL DE GOIÂNIA
Vinícius Guimarães, regente
Hugo Martins, correpetidor
Geovana Gomes, inspetora

SOPRANOS: Adrielly Fontes Leal Martins, Alaianny da Silva Santos, Ana Cláudia Souza Nunes, Divina Lara Inês Gonçalves, Isabella Sousa Braga, Jessyca Moreira Borba, Julie Delfino Penna de Paiva, Laise Ferraz Lucena, Marina Ribeiro de Oliveira, Mirella Manrique Vieira, Priscila Basília da Conceição, Priscilla Silva Reis, Samela Samai Soares do Vale, Sarah Ciamberlini Blasi, Sara de Oliveira Cardoso, Taiane Quinalia Colherinhas, Thaís Meira Plastina de Carvalho.
CONTRALTOS: Gabriela Charleaux Coutinho Silva, Eunice Queiroz Nunes, Elisabeth Maria Silva Mesquita, Eduarda de Souza Tavares, Helaine Maria Pereira da Silva, Helen Rosa da Silva, Isabel Cristina Blum Schneider, Jeanne Souza Martins, Jéssica Tavares da Silva, Larissa Brito Mendonça, Luana Patrícia de Moura, Mariana Nunes Letieri, Maria Helena de Oliveira Silva, Natália Garcia Florentino, Raíssa Brandão Rocha Melecchi, Thawany Ferreira Lopes da Silva.
TENORES: Alberto de Oliveira Nascimento, Arthur Ferraz, Gustavo Ribeiro Amancio, José Donizete de Oliveira Junior, Leandro Mourão Diamantino, Matheus Mendes do Nascimento, Odércio Marega Netto, Rafael Pereira dos Santos, Rodrigo Patrício de Sousa, Samuel Sousa Martins, Vítor Rocha Silva, Vinícius Oliveira Rocha, Waisten Resende Carrijo, Yuri Costa.
BAIXOS: Eliezer Fernandes de Castro, Gabriel Alves dos Santos, Guilherme Lima Nascimento, Hallan França de Sousa, Jorge Willian Galeas Chaveiro, Lazaro Algusto Freitas Vieira, Rhaniel Henrique Gomes Nascimento, Ronan Albernaz de Oliveira, Thiago Dias Silva Sousa, Vinicius Mendes do Nascimento.