(neta) Walkíria Paes do Amaral 1890-1959

Documento de Nascimento

Nome: Walkíria Paes do Amaral
Data: 22 de junho de 1890

Referência: Primeira neta de Chiquinha Gonzaga (filha de João Gualberto do Amaral e Ritta Paim do Amaral)

Texto do documento: “374 (37-3) – Aos vinte e quatro dias do mês de Junho de mil oitocentos e noventa, nesta Capital, a Freguesia do Engenho Novo, compareceu João Gualberto do Amaral, morador à Rua Leopoldina, me declarou que do seu casal, nasceu no dia vinte e dois de Junho, uma criança do sexo feminino, que leva o nome de WALKÍRIA PAES DO AMARAL, a qual é filha legítima do declarante e de sua mulher, Ritta Paim do Amaral, ambos brasileiros, casados no Engenho Novo, neta paterna de Jacintho Ribeiro do Amaral e Francisca Edwiges [Neves] Gonzaga do Amaral e materno, de João Gonçalves Paim e Leopoldina Carolina de Andrade Paim. Que foram testemunhas José Antônio de Andrade e Hilário do Amaral, moradores nesta freguesia assinam depois de lido e achado conforme.”

Baixe aqui o documento original em PDF

Documento de Falecimento

Nome: Walkíria Paes do Amaral
Data: 09 de setembro de 1958

Referência: Primeira neta de Chiquinha Gonzaga (filha de João Gualberto do Amaral e Ritta Paim do Amaral)

Texto do documento: “34029 – Aos nove dias do mês de Fevereiro de mil novecentos e cinquenta e oito, neste Cartório da Décima Segunda Circunscrição do Registro Civil, da Freguesia de Irajá do Distrito Federal, compareceu […] Maurício de Lemos, de nacionalidade brasileira, natural desta Capital, com trinta e cinco anos de idade, do comércio, solteiro, residente à Rua Domingos Fernandes, cento e sessenta e três, e exibindo atestado de óbito, firmado pelo Doutor Odair Vicente Raimundo, declarou que na Avenida Meriti, dois mil oitocentos e dezenove, nesta Capital, às sete horas de hoje, faleceu vítima de colapso cardíaco, insuficiência cardíaca crônica WALKÍRIA LOPES DO AMARAL, de nacionalidade brasileira, natural desta Capital, do sexo feminino, de cor branca, com sessenta e oito anos de idade, doméstica, residente no local do óbito, filho de João Gualberto do Amaral, natural do Brasil, falecido e de Rita Paim do Amaral, natural do Brasil, falecida e no estado civil de viúva de Álvaro Lopes, deixa dois filhos maiores de nomes Wilson e Renato. Não deixa bens. Vai ser sepultada no Cemitério de Jacarepaguá. E para constar, lavro este termo, que lido e achado conforme, assina o declarante. Eu, Hamilcar Ferreira, escrevente juramento o escrevi.”

Baixe aqui o documento original em PDF

 

Fontes: FamilySeach (Pesquisa e transcrição Douglas Passoni de Oliveira).
Colégio Brasileiro de Genealogia in: Introdução à Genealogia de Chiquinha Gonzaga, capítulo VIII do livro A memória social de Chiquinha Gonzaga, por Cleusa de Souza Millan, Rio de Janeiro, edição do autor, 2000. 

Deixe um comentário