Orquestra de Mulheres abre temporada 2021 com Chiquinha Gonzaga

A Orquestra de Mulheres do Espírito Santo tomou a dianteira no empoderamento feminino capixaba e realizou ontem seu primeiro concerto (primeiro do grupo e primeiro do ano) em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Exclusivamente formada e administrada por mulheres, integrantes dos principais grupos sinfônicos do Espírito Santo, e regida pela maestra Alice Nascimento, a Orquestra apresentou um repertório único com composições de Chiquinha Gonzaga. A mais famosa compositora brasileira, foi uma mulher muito à frente do seu tempo, regeu orquestras e abraçou a música como profissão há mais de um século, com talento e criatividade deu um baile (e que baile) no patriarcado de seu tempo.

A apresentação aconteceu na Catedral Metropolitana de Vitória, no domingo, dia sete de março, após a celebração matinal ministrada pelo arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos, que em sua homilia abordou as questões do feminino nos dias atuais. A Catedral Metropolitana – na figura de seu pároco, Renato Criste – é a sede onde a Orquestra de Mulheres passará a ensaiar após o fim da pandemia. Para o concerto foram adotadas medidas de segurança sanitária e distanciamento social, o espaço, que tem capacidade para acomodar 900 pessoas sentadas, teve o público reduzido a 250 e ainda assim, houve triagem na entrada com medição de temperatura e convite para higienização das mãos com álcool.

O primeiro concerto da Orquestra de Mulheres do Espírito Santo teve em sua abertura a fala da atual Secretaria de Estado do Turismo, Lenise Loureiro, uma das principais apoiadoras e entusiastas da iniciativa. O concerto teve em torno de 40 minutos de duração e foi integralmente televisionado pela TVE, pelas redes sociais da Catedral Metropolitana e está disponível no canal do Youtube do Instituto Todos os Cantos, instituição realizadora do evento. Após a benção final, o público que ocupava os lugares disponíveis da Catedral permaneceu para prestigiar a apresentação e manifestou muita admiração. A maestra Alice conta que este é o primeiro de muitos concertos desta orquestra que atua no subjetivo social evocando os ideais de respeito e a luta por igualdade entre os gêneros.

ORQUESTRA DE MULHERES DO ESPÍRITO SANTO

Concerto de estreia em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, dia 7 de março, as 9h10, na Catedral Metropolitana de Vitória, com transmissão ao vivo pela TVE, Youtube do ITC e Facebook da Catedral.

Repertório – compositora Chiquinha Gonzaga

  • Abertura da opereta pastoral Estrela D’alva
  • Dança N. 2
  • Os oitos batutas
  • Uma página triste
  • Gaúcho – Faceiro – Atraente
  • Coco velho

Maestra: Alice Nascimento
Violino 1 – Adriana Vinand, Jaqueline Lima e Emily Orjuela. Violino 2 – Juliany Machado, Lucy Graça e Ellen Monik. Viola – Claudine Abreu. Violoncello – Carol. Flauta – Gabriela Deps e Michele Rodrigues. Clarinete – Franciany Mairink e Ludhymila Bruzzi. Fagote – Ariana Mendonça. Trombone – Vitória Keulere. Sax – Késia da Silva. Percussão: Flávia Bones e Kamilla Kaiser. Harpa – Glaucia Castilhos