Chiquinha Gonzaga presa por compor a polca O Aquidaban da Ponta em 1894

O periódico Correio da Manhã, Lisboa – Portugal, 14 de fevereiro de 1894, anuncia na coluna “Uma carta do Rio – O que os jornais não dizem”:

“18 de janeiro – A Sra. D. Francisca Gonzaga (Chiquinha Gonzaga), uma professora de piano muito distinta compôs uma polca intitulada O Aquidaban na ponta. Tanto bastou pra ser presa.”

 Fonte: Hemeroteca Digita / Biblioteca Nacional Digital

Nota: O Aquidabã – Classificado como Encouraçado de Esquadra, foi construído no Reino Unido pelo estaleiro Samuda & Brothers que operava as margens do rio Tâmisa na cidade de Londres, e lançado ao mar a 14 de agosto de 1885. O seu primeiro comandante foi o Capitão de Mar-e-Guerra Custódio José de Melo. Tecnicamente era considerado um dos mais avançados da época, chegando a atingir 16 nós com seus motores de 6 200 cv. Tinha as dimensões de 93 metros de comprimento por 17 de largura e pesava aproximadamente 5 000 toneladas. O seu armamento era constituído por quatro canhões de retrocarga de 9 polegadas, em duas torres duplas dispostas diagonalmente, uma a boreste e outra a bombordo; quatro canhões de 5 polegadas no convés superior; 16 metralhadoras (11 de 25 milímetros, 5 de 11 milímetros) e cinco tubos para lançamento de torpedos.

Como a sua couraça não protegia igualmente todo o navio, chegou a ser apelidado de Encouraçado de Papelão pelo seu primeiro comandante, Custódio de Melo.

Em novembro de 1891, o Aquidabã cumpriu um papel decisivo na consolidação do golpe de estado, contra a Monarquia, pelo Marechal Deodoro da Fonseca. Foi de um de seus canhões que saiu o tiro de advertência à Esquadra de São Bento, chegando a danificar o campanário da Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores no centro do Rio de Janeiro. O encouraçado atingiu o ápice de sua carreira em 1893, no início da Revolta da Armada, quando voltou a ter a bordo o agora Almirante Custódio de Melo, na chefia de uma rebelião contra o governo do Marechal Floriano Peixoto. O navio cruzou três vezes a baía de Guanabara, resistindo à artilharia de costa e, ainda por cima, levando a bordo o oficial que o chamara de Encouraçado de Papelão. A partir daí, o seu apelido passaria a ser Casaca de Ferro. Fonte: Wikipedia  – https://pt.wikipedia.org/wiki/Aquidabã_(encouraçado_de_esquadra)

 

Deixe um comentário