Não é bem assim!

Chiquinha Gonzaga compôs em torno de 300 músicas, na sua maioria para piano solo e canto e piano.

Talvez a informação de duas mil composições atribuídas a Chiquinha Gonzaga venha do grande volume de partituras encontradas em seu acervo, uma vez que a compositora instrumentava, ou seja, escrevia a mesma música para todos os instrumentos da orquestra;

O Acervo Digital de Partituras da compositora publicou 263 músicas e 6 peças teatrais integralmente musicada por Chiquinha (parte canto e piano sem o libreto).

No acervo de Chiquinha Gonzaga, localizado no Instituto Moreira Salles (IMS), possui muitas partituras ainda para serem identificadas, editadas e publicadas, principalmente em relação a produção para teatro.

Curiosidades:

  • O gênero em que mais compôs foi a Valsa;
  • Chiquinha Gonzaga utilizava o piano como seu principal instrumento para composição;
  • Nas composições para canto e piano, muitas vezes para o teatro, as letras em sua maioria são de outros autores;
  • Chiquinha Gonzaga compôs integral ou parcialmente para dezenas de peças teatrais;
  • É comum encontrar na obra de Chiquinha Gonzaga a mesma música com títulos diferentes, as vezes utilizas e mais de uma peça teatral;
  • Edinha Diniz, sua biógrafa, no livro Chiquinha Gonzaga uma história de vida, relacionou dezenas de títulos que não foram localizadas as partituras;

Enquanto não é concluído o catálogo de obras da compositora, de acordo com as informações levantadas pela biógrafa, Acervo Digital e Acervo do IMS estimamos a obra de Chiquinha Gonzaga em aproximadamente 300 músicas.