HINO À REDENTORA

Publicada pela primeira vez, Acervo Digital Chiquinha Gonzaga, 2011.

A composição foi datada de 13 de maio de 1888, data magna da liberdade no país, mas sabemos que o título de ‘Princesa Redentora’ foi atribuído à Princesa Isabel mais tarde, por José do Patrocínio.

 

Edinha Diniz, 2011

letra de Francisca Gonzaga

Bravos ao rei dos bravos!
Palmas ao vencedor
Flores ao belo noivo,
Glória ao batalhadorBravos à redentora!
Á frente os dois rivais
Flores à humilde grei!
Glória à libertadora!Traz, como herói romano.
Palmas à grande lei
Seja o condor da guerra,
Feliz também na paz!Do cativo, o grilhão
Acabam de quebrar
Com a luz da abolição
Outro sol vem raiar

Um nobre coração
Em gesto varonil
Varreu a escravidão
Das terras do Brasil

N.R. No final do manuscrito está
digitada a seguinte estrofe, que apresenta
os versos em uma ordem diferente:

Bravos à Redentora!
Palmas à grande lei!
Flores à humilde grei!
Glória à libertadora!

download das partituras

 

vídeos

 

Colabore com o Acervo! Entre em contato através do nosso formulário e envie o link do seu vídeo no Youtube das músicas de Chiquinha Gonzaga.

  Parceria Institucional Produção Patrocínio
Lei de Incentivo à Cultura Instituto Moreira Salles Sociedade Brasileira de Autores Integrar Produções Culturais e Eventos EMC Natura Ministério da Cultura