Roteiro Turístico O Rio de Janeiro de Chiquinha Gonzaga

O site ChiquinhaGonzaga.com selecionou os lugares mais importantes da história de vida de Chiquinha Gonzaga, na cidade do Rio de Janeiro. Esta é uma versão preliminar, em breve iremos lançar uma versão mais completa e ilustrada. Aguardem!!!

Acesso o link aqui para o Google Mapas

  • Praça Tiradentes: Antigo Rocio, local da execução de Tiradentes e da famosa e polêmica estátua de D. Pedro I.
  • Teatro João Caetano (antigo São Pedro de Alcântara) Teatro Carlos Gomes
  • Ed. Gaetano Segreto, última residência: Rua D. Pedro I, 7
  • Centro de Arte Hélio Oiticica, antiga Rua da Lampadosa, antigo Conservatório de Música, inaugurado em 1872 e frequentado, entre outros, pelo flautista Joaquim Callado. Rua Luis de Camões
  • Real Gabinete Português de Leitura, biblioteca portuguesa em estilo neomanualino, réplica da biblioteca de Coimbra. Atrás do Teatro João Caetano
  • Campo de Santana ou Praça da República, local da Proclamação da República por Marechal Deodoro da Fonseca.
  • Casa do Marechal Deodoro, localizada ao lado do Campo de Santana, um museu onde abrigou a casa do militar.
  • Paço Imperial Localizado no Centro Histórico da Cidade, o antigo Paço Real foi palco de acontecimentos como o Dia do Fico, por D. Pedro I e abolição da Escravatura.
  • Praça XV, antigo largo do Paço, centro do Rio de Janeiro, lugar de aglomeração de escravos, de manifestações e de comércio. Entre os acontecimentos históricos, temos a Abolição da Escravidão (1888), a Revolta da Armada (1893) e a Revolta da Chibata (1912).
  • Rua do Ouvidor (ir da Praça XV ao Largo de São Francisco) A rua do Ouvidor já foi a principal rua da cidade e até do país. Segundo Machado de Assis, era a “via dolorosa dos maridos pobres”. Lugar da moda, da política e também dos principais acontecimentos políticos, sociais e culturais da cidade. Considerada a verdadeira capital do Brasil.
  • Esquina Ouvidor com Rua Uruguaiana (antiga R. da Vala): Alcazar Lírico
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Pretos. Antiga igreja dos escravos. A primeira igreja em que D. João VI entrou quando chegou ao Brasil. Atualmente abriga o Museu do Negro.
  • Confeitaria Colombo (Rua Gonçalves Dias, entre R. Sete de Setembro e Ouvidor) Uma das confeitarias mais famosas da cidade, reunia os principais artistas e políticos da época para o chá da tarde e rodas de choro.
  • Cinelândia: Praça inaugurada juntamente com a Av. Central (atual Rio Branco) em 1904. É a região mais parisiense do Rio. Abriga, ao lado do Teatro Municipal., a Biblioteca Nacional e o Museu Nacional de Belas Artes (esse, uma pequena réplica do Museu do Louvre).
  • Theatro Municipal Inaugurado em 1909 na Cinelândia, réplica da Ópera de Paris. Local onde se encontra exposto em o piano de Chiquinha Gonzaga, restaurado em 2014. 
  • SBAT: Av. Almirante Barroso, 97 – 3º andar
  • Passeio Público: busto (Rua do Passeio, em frente ao Automóvel Clube e Escola Nacional de Música) O passeio público, onde se encontra o busto da Chiquinha Gonzaga é o mais antigo passeio da cidade, Inaugurado em fins do século XVIII. É possível ver nele os antigos quiosques, esculturas do artista barroco Mestre Valentim e de um antigo cassino da Cidade.
  • Palácio do Catete/Museu da República (sala de música) Localizado na Rua do Catete, o palácio abrigou a presidência da república entre os anos de 1897-1960, quando a capital foi transferida para Brasília.

Roteiro Turístico Rio de Janeiro - Chiquinha Gonzaga

 

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.